Mulheres correspondem a 41% do público gamer no Brasil

Fonte: G1

As mulheres estão jogando mais videogame e já representam 41% do público “gamer” no Brasil, de acordo com pesquisa divulgada nesta terça-feira (22) pelo núcleo de estudos e negócios em marketing digital da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM).

Já os homens, que representam 59% dos gamers, têm média de idade de 35 anos.

O estudo da ESPM também aponta que o PC é a plataforma de games preferida dos brasileiros. Dos entrevistados, 85% jogam no computador, sendo que 83% deles afirmam disputar partidas on-line. O tempo gasto com jogos no PC é de 2h50, em média, e o local preferido é em casa (85%).

Mesmo assim, as outras plataformas de games não ficam para trás no Brasil. Os celulares são usados por 73% dos jogadores, dos quais 71% também usam os dispositivos para jogar pela internet. A média de uso do aparelho para games é de 2h40 por dia. 71% usam os celulares para jogar em casa, enquanto 52% preferem salas de espera e 53% desfrutam desse tipo de game no trajeto para casa.

No entanto, jogar games no celular está em terceiro lugar na lista de principais usos para o aparelho, empatado com “ouvir música”, com 81%. 98% dos entrevistados usam celulares para fazer ligações e 84% para acessar redes sociais.

“Antigamente usava-se o celular com foco em produtividade, trabalho. Hoje ele se consolida como uma plataforma de entretenimento, e os games foram fundamentais para essa expansão”, diz Guilherme Camargo, professor do curso de Game Marketing da ESPM-SP e sócio da Sioux.

Na terceira e na quarta colocações das plataformas de games mais populares no Brasil aparecem os consoles e tablets, com 66% e 31%, respectivamente.

A preferência por gêneros de jogos muda entre mulheres e homens entrevistados pela pesquisa, mas ambos os sexos empatam em 22% quando se fala em games de ação e aventura. No caso das mulheres, 22% preferem games de estratégia. Já 20% dos homens afirmam gostar de jogos de tiro.
Em ambos os sexos, jogos de esporte têm 11% da preferência, corrida tem 9%, cartas ficam com 7%, luta com 4% e jogos educativos aparecem com 2%

A maioria dos gamers brasileiros prefere baixar jogos gratuitos nos smartphones. 81% baixa apenas jogos gratuitos e 53% já pagou por um game na plataforma em algum momento. 83% tem o hábito de baixar jogos e 53% baixa semanalmente. 98% pagam um valor máximo de R$ 5 pelo jogo, com 65% considerando o preço do game justo ou barato.

A pesquisa realizada em parceria com os estúdios de games Sioux e pela Blend New Research entrevistou 823 pessoas de 14 a 84 anos pela internet durante os dias 2 e 16 de setembro. Dos entrevistados, 19% são da classe A, 50% da classe B e 31% da classe C.

Para conhecer o serviços  da Denis Zanini Consultoria de Marketing Digital clique aqui

RelatedPost