Você faz publieditorial? Então veja com muita atenção esse alerta do Matt Cutts, do Google

O publieditorial, ou post promovido, é uma prática relativamente comum em blogs, e consiste na publicação de um texto referente a um produto ou serviço mediante pagamento. No Brasil, é corriqueiro encontrar publieditoriais em blogs de moda, beleza, cosméticos e entretenimento.

Porém, por defender sua autonomia editorial, há um grande contingente de blogs que não aceitam esse tipo de
interferência, abrindo espaço publicitário apenas em formato de banners. Alguns, nem isso aceitam.

Na verdade, a grande polêmica está em como os blogs caracterizam para o seu leitor que se trata de uma publicação promocional. Há blogs que deixam isso claro, com um selo, hashtag ou no título mesmo. Outros, tentam camuflar, colocando a informação no rodapé. E uma parte omite essa informação.

Como se trata de um assunto polêmico e que influencia também em estratégias de SEO (técnicas usadas para melhorar o posicionamento de um site ou blog no Google), o engenheiro chefe do Google, Matt Cutts, fez um vídeo especial sobre o tema.

Ele alerta que, se forem feitos, os publieditoriais devem deixar claro para o leitor que se trata de uma postagem paga, para não ser considerado uma forma de spam e passível de punição pelo Google, que entende esse tipo de ação como “compra de links”.

“Se você está tomando dinheiro e publicando conteúdo que as pessoas não percebem que é pago, ou isso não é revelado tanto para pessoas como para buscadores, nós estaremos dispostos a tomar ação sobre isso, não apenas em resultados da Pesquisa Google, não apenas na equipe de Web Spam, mas também no Google Notícias”, afirma Cutts.

Confiram o vídeo acima (legendado).

Precisando de um Agência de Marketing Digital?
Conheça a Ynusitado Digital Marketing Intelligence