Social selling: como ela pode aumentar as vendas da sua empresa?

social-selling-como-ela-pode-aumentar-as-suas-vendas31000

Na ânsia por ampliar seus resultados minimizando os custos, a tática de vendas do momento para os entusiastas de plantão é o social selling. Traduzindo literalmente, o termo quer dizer “venda social”.

Se você ainda não ouviu falar desta estratégia, que vem se popularizando com a contínua expansão das redes sociais, não  se preocupe: neste post, te ajudaremos a entender como ela funciona.

Confira, a seguir, o que o social selling pode fazer para aumentar as suas vendas:

Como funciona o social selling?

Como o próprio nome sugere, a venda social é realizada por meio das redes sociais. Contudo, não se trata de apenas anunciar ou oferecer o seu produto no Facebook. O social selling é o processo de envolver os possíveis consumidores, cultivando um relacionamento entre eles e sua marca.

Portanto, não se trata de anunciar nas redes, mas de conversar com o público, deixando-o tão íntimo de sua marca que ele estará aberto a fazer negócios com você.

A implantação é difícil?

Algumas empresas desenvolvem o social selling sem nem saber. Dependendo do produto/serviço com o qual trabalha e da cultura da empresa, essa estratégia de vendas acaba se tornando corriqueira para a equipe comercial. Contudo, se sua organização não é uma dessas que têm as redes sociais em seu DNA, pode ser um pouco difícil a implantação do social selling.

Mas não é impossível! Para isso, você precisará de profissionais estratégicos. Sonde aqueles agentes comerciais que têm maior afinidade com atuação nas redes sociais. Se alguém da sua equipe já fechou ou iniciou vendas pela internet, considere colocá-lo na sua equipe de social selling.

Usualmente, são envolvidos profissionais de vendas, de treinamento e de mídia e marketing digital. Isso ocorre porque é preciso treinar a sua equipe com quem entende de social media para que ela seja capaz de abordar prospects, criar relacionamentos, engajá-los e só então engatilhar alguma venda.

Como atuar na rede para vendas?

Como o objetivo é construir relacionamentos e engajar pessoas, esqueça as publicações padronizadas de ofertas e de promoções. Sua equipe deverá ter perfis sólidos, atuantes e que passem credibilidade.

Os envolvidos em social selling precisam participar ativamente de redes sociais, fóruns e grupos de discussões, bem como interagir em blogs com pessoas ou outras marcas, sempre no intuito de fornecer uma informação ou conteúdo de valor para os interessados.

Sua equipe precisará, também, ficar atenta à forma de atuação dos concorrentes. Saber o que eles estão fazendo nas redes sociais, e como, (ou seja, análise de concorrência digital) é um ótimo jeito de identificar por onde começar e, eventualmente, como inovar nas estratégias de captação de clientes.

Quer algumas dicas?

Crie seu funil de vendas

Um funil de vendas, geralmente, é composto pelas seguintes fases:

  • Atração de clientes potenciais (leads);
  • Obtenção de dados de contato;
  • Abastecimento das leads com informações de seu interesse para gerar necessidade de aquisição;
  • Conversão da necessidade de aquisição em compra.

É por meio do funil que você montará suas estratégias e consolidará mais vendas.

Registre seus contatos

É importante manter tudo registrado e ter um histórico de atuação de cada lead para mantê-la interessada nas suas ofertas. Afinal, após transformar a lead em cliente, você quer fidelizá-la, certo?

Capriche no conteúdo

Quanto mais rico  for o conteúdo, mais atraente ele será e mais chances sua empresa terá de converter a lead em cliente fixo. No fim das contas, a melhor propaganda é sempre a qualidade do seu produto.

Monitore sua marca nas redes

Qualquer pessoa tem acesso às redes sociais, especialmente seus clientes. Por isso, não deixe de monitorar o que é dito sobre sua marca!

Na verdade, o social selling é muito fácil de ser aplicado quando se entende bem o conceito e se tem uma equipe preparada. Mas, como se trata de relacionamento entre pessoas, não há receitas de sucesso, apenas boas práticas.

Cada interação tenderá a ser diferente da outra e os processos efetivos de venda nem sempre seguirão um padrão. A única coisa proibida é não apostar nesta estratégia.