Quer melhorar sua posição no Google? Tenha um site responsivo

No final de abril espalhou-se uma notícia que uma nova atualização do algorítimo do Google iria tirar pequenas e médias empresas do mapa, ou seja, elas não iriam mais aparecer nos resultados do Google.

Recebi emails e telefonemas de clientes preocupados com a notícia. Tratei de acalmá-los.

Tudo não passa de um grande erro de interpretação.

Essa alteração do Google visa beneficiar sites que possuem layout responsivo, ou seja, que se adapta aos diversos tipos de tela (desktops, smartphones, tablets), pois estima-se que 60% das buscas feitas no site já são realizadas via mobile.

Quem redigiu a notícia (que foi replicada por centenas de outras publicações) baseou-se, não sei de onde, que pequenas e médias empresas não possuem sites responsivos.

Atendo empresas de diversos portes e segmentos e posso dizer com tranquilidade que não há uma regra para isso. Há multinacionais gigantes com sites jurássicos e microempresas com sites ultramodernos.

Ter um site com layout responsivo não é nada de outro mundo.

As plataformas mais populares de criação de sites, como o Wix, já oferecem templates responsivos em seu pacote básico. Ou seja, não é preciso investir dinheiro extra pra estar de acordo com o novo algorítimo do Google.

Vale lembrar que essa regra é válida na busca feitas em mobile. Para o desktop, pouco ou nada influenciará.

De qualquer forma, meu aviso é: se você quer aumentar suas possibilidades de ser encontrado pelo Google, seja por notebooks, smartphones ou tablets, tenha um site responsivo.

Para saber se seu site já é responsivo faça o teste nesta página https://www.google.com/webmasters/tools/mobile-friendly/?hl=pt-BR

Recomendado para você!