Instagramania: fotos que valem milhões

Por Denis Zanini

O Instagram, aplicativo para iPhone para compartilhamento de fotos, completa em outubro 1 ano de vida e de muito sucesso. É a instagramania. Nesse período, a rede social mobile amealhou 10 milhões de usuários (ou seja, de cada 10 proprietários de iPhone, 1 usa o app), que juntos fizeram o registro de mais de 250 milhões de imagens. Por dia, cerca de 50 mil pessoas se unem ao grupo e mais de 680 mil fotos são compartilhadas.

Em breve, talvez ainda neste ano, o Instagram deverá estar disponível também para o sistema Android. Ou seja, usuários de outros smartphones também poderão se divertir com a ferramenta.

Para quem não sabe, o grande charme do Instagram não está simplesmente em seguir e ser seguido por outros usuários, vendo as fotos que os outros publicam. O diferencial são os filtros de imagem (17 ao todo), que com um simples toque transformam qualquer foto meio sem graça em uma quase obra de arte, deixando-a preto e branco, em tom de sépia, no estilo polaroide…

Por enquanto, são poucas as empresas que perceberam o potencial do “brinquedinho”.  Ou, se perceberam,  ainda não sabem exatamente como utilizá-lo. Num primeiro momento, é fato que com o uso de hastags é possível criar uma infinidade de concursos e promoções e se relacionar com consumidores por seus gostos, baseados no conteúdo que produzem.

Entre alguns cases pioneiros, podemos destacar o da marca de bebidas Brisk, da Lipton. As melhores imagens registradas com a hastag #briskpic foram utilizadas em uma edição limitada de 4 mil unidades do chá comercializadas em março deste ano durante o tradicional Southwest Music Conference and Festival (SXSW), na cidade de Austin, no Texas. Mais de 2 mil imagens foram enviadas.

Já a rede de hotéis espanhola NH ofereceu, durante o verão europeu, diárias gratuitas para as melhores fotos que ilustrassem o tema de sua nova campanha “Wake up to a Better World” (Acorde para um mundo melhor). Cerca de 6 mil pessoas participaram.

Até na área musical o Instagram já vem sendo utilizado. A banda inglesa The Vaccines produziu um clip para a música Wetsuit feito com as melhores imagens enviadas pelos fãs com a hastag #vaccinesvideo. As fotos tinham que ser de festivais onde a banda tocou durante o verão. Foram enviadas mais de 3 mil imagens de 99 países. O videoclipe pode ser conferido no site oficial da banda www.thevaccines.co.uk

No Brasil, um dos poucos casos envolvendo grandes marcas é o da Levi’s. A empresa criou um perfil chamado @levisbrasil e compartilha fotos de seus produtos e de dicas de looks. A iniciativa, ainda que tímida, parece ter agradado e já conta com aproximadamente 1200 seguidores.

Uma outra ação brasuca muito legal foi o do salão de cabeleireiro RetroHair, localizado em São Paulo. Durante os meses de abril e março deste ano, os clientes que postaram uma foto do look feito no local com a hastag #retromoment concorreram a um bônus de R$ 150 para ser usados em serviços oferecidos pelo estabelecimento. As quatro pessoas com o maior número de “likes” ganharam (confira em http://www.retrohair.com.br/blog/promocao-retromoment/).

Assim como em outras mídias sociais, o Instagram é democrático e aberto a todos. Qualquer um pode criar uma campanha, um movimento. Eu, por exemplo, que sou grande apreciador de grafite (embora não consiga nem desenhar a clássica casa com sol no horizonte) criei a ação #grafitam. Para participar basta postar qualquer imagem de grafite com a hastag #grafitam, de preferência com a localização, para quem quiser conferir ir in loco o trabalho.

Como deu para perceber, as possibilidades de interação com o consumidor via Instagram são infinitas. Não demorará muito para que grandes empresas sorteiem produtos ou premiem em dinheiro consumidores que postarem no Instagram. O Brasil já é o quarto no mundo em número de usuários e quando o aplicativo estiver disponível também para o Android (em 2015, os smartphones equipados com Android corresponderão por 48,8% do mercado contra 17,2% do iOS), a Instagramania estará mais do que deflagrada.

A meu ver, muito em breve o aplicativo permitirá a integração de fotos com mecanismos de compras de produtos, dentro da tendência de social commerce. As empresas que saírem na frente e começarem a se relacionar desde agora com seus consumidores estarão em grande vantagem em relação aos seus concorrentes.

Precisando de um Agência de Marketing Digital?
Conheça a Ynusitado Digital Marketing Intelligence