Governo restringe promoções nas redes sociais. E agora?

Que utiliza as redes sociais como meio de promover sua marca ou empresa certamente já sabe que agora não é mais possível realizar, no Brasil, concursos no Facebook, Twitter, Youtube, Pinterest e qualquer outra mídia social.

Uma portaria do Ministério da Fazenda publicada no dia 22 de julho determinou que é necessário ter autorização prévia para realização de qualquer concurso ou promoção comercial por meio da internet, inclusive pelas redes sociais, desde que não seja “exclusivamente cultural”.

Para ser considerado “exclusivamente cultural”, segundo o Ministério da Fazenda, não pode haver vinculação do concurso, ou promoção, com nenhuma marca comercial.

Na prática isso significa que as empresas que desejam realizar ações dentro das redes social precisarão ter o pedido aprovado, e o prazo para isso é de 40 a 120 dias.

Outro ponto do texto proíbe a vinculação de qualquer concurso cultural a datas comemorativas, como Dia dos Pais, Dia das Mães, Dia das Crianças, aniversários de cidades e estados, e também a campeonatos esportivos. Algumas agências já estão revendo estratégias para o Dia dos Pais, que é a próxima data comercial.

Para saber com mais detalhes sobre como promover concursos e sorteios confira esse infográfico.

Diante dessa situação, o que as empresas podem fazer para continuar promovendo o engajamento dos internautas nas redes?

Uma alternativa que já é utilizada e que pode ser ainda melhor explorada é o oferecimento de aplicativos que ofereçam entretenimento e prestação de serviços, tais como jogos e vídeos humorísticos.

Para ilustrar melhor o que estamos falando, selecionamos alguns exemplos.

 

Veja esse aplicativo da Mentos que cria um telejornal personalizado para o usuário do Facebook. Certamente, todos que criam seus vídeos vão querer compartilhar com os amigos, viralizando a ação.

Outro aplicativo é o “Quem me inspira”, da Petrobras, no qual o internauta escolhe um tema e o nome do amigo que o inspira a ser uma pessoa melhor.

Já a Natura,para promover a marca Kaiak, criou um aplicativo que calcula quantos quilômetros a timeline do Facebook usuário teria se fosse impressa.

Há alternativas mais simples, como pedir para o internauta enviar uma foto do seu animal de estimação para ser publicado em um mural de pets (como este da Tecnisa) ou pedir para que ele poste uma foto no instagram com uma hashtag, como o #corrocedo, da Asics, para ser publicado no mural

Há diversas oportunidades que podem ser explorados, para identificá-las é necessário fazer o monitoramento constante das atividades dos usuários nas redes, analisar suas conversas, e propor algo que eles desejem.

 Para contratar os serviços de Mídias Sociais da Denis Zanini Consultoria de Marketing Digital clique aqui

 

Recomendado para você!