Email Marketing: você sabe quais métricas acompanhar?

voce-sabe-quais-metricas-de-email-marketing-voce-deve-acompanhar21216

Há quem diga que o e-mail marketing está morrendo. Será mesmo? Pense no seu caso, quantas vezes por dia você verifica sua caixa de entrada? Pelo menos uma, certo? Isso mostra que essa ferramenta ainda é uma forte aliada de uma boa estratégia de marketing digital.

No entanto, para atingir os objetivos e melhorar os resultados com o e-mail marketing, é preciso saber mensurar resultados e, ainda mais importantes, saber quais métricas acompanhar.

Métricas de e-mail marketing

Medir resultados é importante para saber a efetividade de qualquer estratégia. O e-mail marketing nos dá a vantagem de permitir a coleta de inúmeros dados, que nos darão uma visão real do que está funcionando e do que não.

Porém, devido ao grande volume de informação e à variedade de métricas, não adianta querer sair medindo tudo quanto é possível. É necessário saber quais são os principais indicadores e ter foco para atuar em cima deles.

Veja abaixo as principais métricas de e-mail marketing e comece a medir o desempenho das suas campanhas agora mesmo!

Taxa de crescimento da lista

Esse número se refere à porcentagem de novos e-mails em relação ao total de endereços na lista. Ele serve para mostrar como anda a construção da sua base de e-mails e se é preciso ou não adotar medidas para captar novos endereços.

Investir em iscas para geração de leads, por exemplo, pode ser uma boa saída caso sua taxa de crescimento não esteja favorável. Além disso, a oferta de conteúdo relevante é essencial para que seus visitantes se sintam estimulados a completarem formulários.

Taxa de abertura

A taxa de abertura é o resultado da divisão entre o número de pessoas que recebeu a mensagem pelo número de pessoas que a abriu aquele material.

Ela é importante para avaliar a efetividade do assunto escolhido (uma taxa muito baixa pode significar que as pessoas viram seu e-mail, mas não se interessaram pelo assunto) e o melhor horário de envio. O ideal é testar diferentes abordagens para esses dois quesitos e ver o que melhor está funcionando para sua estratégia.

Taxa de cliques

A taxa de cliques, também conhecida como Clickthrough Rate, mede o número de cliques em relação ao número de e-mails enviados. Esse indicador se difere da taxa de abertura, pois um e-mail marketing pode ter vários cliques do mesmo usuário.

Esse número deve ser acompanhado diariamente e pode ser utilizado em conjunto com testes A/B para definir as melhores formas de abordagem, o melhor layout, dentre outros detalhes da sua campanha.

Taxa de descadastro e taxa de rejeição

Aqui são duas métricas diferentes: primeiro a taxa de descadastro, onde você acompanhará o número de pessoas que estão pedindo para sair de sua lista. Uma taxa alta, nesse caso, pode ser indício de problemas na qualidade do conteúdo ou na frequência de envio.

Já a taxa de rejeição, mede o número de e-mails que não chegaram até o usuário. Uma taxa ruim pode ter como causas inúmeras coisas, como caixa de entrada cheia, endereço incorreto ou desativação da conta.

Nesse caso, vale acompanhar regularmente e fazer uma limpeza se a taxa estiver muito alta. Afinal, de nada vale e-mails que não estão chegando, você precisa investir na construção de uma base de contatos sólida, que realmente traga retorno para seu negócio.

Se você gostou do nosso post sobre métricas para e-mail marketing, não deixe compartilhá-lo nas redes sociais!