5 etapas para usar o marketing de automação no seu negócio

automação de marketing

A automação de marketing digital consiste na adoção de um software para automatizar processos da área de marketing, ficando menos dependente de atividades manuais para a gestão dos dados dos clientes. A automação permite que todo o processo ocorra de forma mais rápida e eficaz, seguindo uma configuração adequada da ferramenta utilizada e planejamento correto.

Um dos fatores que serão diretamente influenciados pela implantação da automação de marketing digital é a retenção de clientes. Muitos clientes entram em contato, mas por não estarem prontos para fechar o negócio acabam sendo esquecidos. A automação impede que isso ocorra, pois ela permite criar fluxos automatizados para nutrir o lead em todos os estágios do funil de vendas.

Conheça a seguir cinco etapas para a implementação do marketing automatizado:

1. Estratégia das campanhas

Inicialmente é preciso definir a estratégia das campanhas de automação de marketing. Ao invés de um único fluxo, é necessário considerar as possíveis diferenças entre os visitantes que chegam ao site. Portanto, deve-se investir em fluxos que contemplem essas diferenças.

É importante que, em vez de criar o começo de todos os fluxos e já iniciar, você desenvolva antes a campanha completa e apenas após definir com clareza os conteúdos, objetivos e resultados esperados para cada fluxo, inicia a campanha.

2. Conteúdos para cada etapa do funil

Ser capaz de entregar o conteúdo adequado para o lead conforme as novas dúvidas surjam é o que faz da automação uma estratégia de sucesso. Para tal, pense em cada etapa do funil de vendas de uma campanha (e das várias campanhas), definindo o que é mais útil para o lead.

Normalmente, conteúdos do topo do funil de vendas são mais amplos e abrangentes, pois o lead acabou de entrar em contato e ainda não tem definido o que busca. Mas se ele está no fundo do funil de vendas, faz mais sentido um conteúdo específico para o interesse que ele demonstrou anteriormente.

3. E-mails eficientes

O e-mail marketing é uma estratégia central da automação de marketing digital, mas para que funcione de verdade é preciso ser eficiente. Elabore os e-mails pensando na etapa do funil de vendas que o lead está e qual a oferta para ele.

Não deixe que o e-mail ganhe um tom de impessoalidade e seja massivo, mostre para o cliente que você sabe o que importa para ele naquele momento e utilize dos recursos disponíveis na ferramenta de automação para tornar esse contato mais pessoal e personalizado.

4. Fluxos de nutrição

Após o planejamento da campanha, a implantação dos fluxos de nutrição é um momento importante para que a estratégia seja desenvolvida com sucesso e a ferramenta de automação será fundamental. Entre as decisões que deverão ser tomadas nesse momento, incluem-se:

Identificar os gatilhos de entrada em cada fluxo;
Fazer a segmentação dos fluxos;
Escrever e programar os e-mails de acordo com a campanha;
Estipular intervalos de contato entre os e-mails;
Identificar quais ações indicam que o lead está pronto, para ser abordado comercialmente.

5. Equipe de marketing preparada

Um aspecto importante e muitas vezes deixado de lado ao iniciar a implantação da automação de marketing digital é que a equipe deve ser treinada e preparada para essas mudanças. Alterar todos os processos sem antes avaliar o impacto nas tarefas pode deixar os colaboradores confusos e prejudicar o sucesso da estratégia.

Também é necessário que haja um treinamento específico para o uso da ferramenta de automação, para que sejam apresentados os benefícios, os recursos, etc. É comum que esse treinamento inclua não apenas a equipe de marketing, mas também o time de vendas.

Para que a automação de marketing digital seja eficiente, lembre-se de sempre medir os resultados, identificar pontos de atenção e aprimorá-los!

Para solicitar a implementação de automação do marketing da sua empresa, entre em contato conosco